quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Global Climate Week

No âmbito da campanha "Seal the Deal" promovida pela ONU, está a decorrer a Global Climate Week. Trata-se de uma semana preenchida por diversas iniciativas e que coincide com uma reunião preparatória da cimeira de Copenhaga, que terá lugar em Dezembro, e que conta com representantes de todo o mundo.

É uma campanha de sensibilização pública e em cada dia da semana são sugeridas diversas acções que podemos concretizar. Para o dia de hoje, entre outras coisas é-nos pedido que contactemos os nossos líderes políticos no sentido de os sensibilizarmos para a questão das alterações climáticas e lhes pedirmos que tomem acções urgentes para proteger o nosso planeta.

Como forma de participar nesta acção, decidi enviar um email a todos os partidos e movimentos candidatos às próximas eleições legislativas e, também, ao Presidente da Comissão Europeia. Deixo-vos esse texto:


Caros Srs.,

O nosso planeta encontra-se à beira de um processo irreversível de mudança que nos irá afectar a todos, sem qualquer excepção. Falo das alterações climáticas provocadas pelo aquecimento global que se tem vindo a verificar e cuja principal causa tem sido atribuída, sem grandes dúvidas, a nós humanos.

Desde o início da Revolução Industrial, no séc. XVIII, que o nosso desenvolvimento tem sido conseguido à custa dos recursos do planeta, explorados sem qualquer limite e ignorando as consequências. Só nos últimos anos temos vindo a adquirir uma nova consciência da forma como o planeta tem sido afectado e de como isso nos pode prejudicar no futuro, podendo até pôr em causa a nossa existência.

Mas o que foi feito até agora não chega. As alterações climáticas que são já visíveis e que serão irreversíveis dentro em breve poderão ter consequências catastróficas para o nosso planeta e, consequentemente, para todos nós. Não é demais lembrar que a nossa existência depende da boa saúde do planeta em que vivemos e que não temos para onde fugir.

Várias cimeiras e encontros internacionais têm tido lugar nos últimos anos, numa tentativa de se conseguirem acordos para a redução das emissões de dióxido de carbono e para o apoio a um desenvolvimento mais sustentável e ecológico. Essas tentativas têm sido minadas por vontades políticas menores, ou por exigências feitas de parte a parte que impedem a celebração de acordos mais abrangentes e efectivos.

No próximo mês de Dezembro irá ter lugar mais uma cimeira, desta vez em Copenhaga, para dar continuidade aos acordos de Kyoto. É o momento ideal para conseguir algo mais e partir para um novo modelo de sociedade onde o desenvolvimento se faça de uma forma mais sustentada e tendo em conta o equilíbrio do nosso planeta.

Uma vez que as eleições legislativas no nosso país irão ter lugar antes da cimeira de Copenhaga, decidi enviar este texto a todos os partidos e movimentos candidatos a essas eleições, sem qualquer excepção. Irei, também, fazer chegar este mesmo texto ao Presidente da Comissão Europeia, através do site da CE.

Meus senhores, é tempo de deixar o "faço se vocês também fizerem" e passar para o "faço mesmo que vocês não façam".

O tempo urge.

O planeta agradece.

Sem comentários: